MAGAZINE

Desfile da Berlinda no Carnaval das Culturas

Foto: © Berlinda

Ao fim de dois meses de árduo trabalho, conseguimos fazer o desfile no coração de Berlim, para um milhão e meio de pessoas, a cantar música portuguesa e lusófona aos altos berros. Doze Cabeçudos, um carro alegórico e vários participantes cheios de energia fizeram este cortejo de Língua Portuguesa, levando as nossas culturas a todos os que nos vieram ver.

Foram seis horas a dançar sem parar, na ruas apinhadas de Berlim. E antes disso, muitas e muitas longas horas, dias e semanas a preparar tudo.

 

Sob o tema “Comunidade de Língua Portuguesa: Somos todos super-heróis”, o desfile da Berlinda contou com várias figuras relacionadas ao nosso imaginário comum, cada uma com uma capa onde se liam palavras e frases, num tom mais ou menos crítico, relativas a essas figuras. Assim, tivemos um Diabo com os dizeres “Jobcenter”, “Der, die, das”, “Heimweh” ou “Bürokratie”, mas também um trabalhador qualificado que recordava que, segundo um estudo oficial alemão de 2014, cada estrangeiro dá em média 3.300 Euros a mais ao estado alemão, por ano, do que aquilo que recebe em regalias sociais (perfazendo algo como 6 mil milhões de euros por ano para todos os estrangeiros); noutro registro, tivemos um Fernando Pessoa com todos os sonhos do mundo, uma Amália Rodrigues, uma Cesária Évora, um jogador de futebol,  um cozinheiro, uma rainha guineense, a Carmen Miranda, e uma criança angolana do nosso programa de visitas aos hospitais, lembrando que somos todos super-heróis.

Muito obrigado a todos os que sonharam este sonho connosco e o tornaram realidade. Aos nossos patrocinadores, finke | production GmbH, Deco Sun GmbH, D. Gonçalo Bom, Bekarei, Paz d’Alma e José Biscoito, que acreditaram em nós e nos deram os meios possíveis para concretizar esta empreitada.

Um agradecimento especial a Jakob Finke, pelos seus sábios conselhos, dicas, ideias e indicações, sem o qual nada disto teria sido minimamente possível.

À fantástica organização do desfile, Kulturprojekte Berlin, que nos amparou e guiou em todos os passos deste processo, sempre receptivos e presentes. Ao canal de televisão RBB, por nos ter filmado e apresentado ao público.

 

Aos maravilhosos sócios da Berlinda, e aos muitos simpatizantes, que pacientemente ao longo de dois meses foram imaginando, construindo e fazendo os Cabeçudos, dia após dia, camada após camada, com cola, jornal, tintas e muito empenho: Paula Velho, Filipe Santos Adão, Luís Filipe Lopes, Luísa Gonçalves, Ana Vaz, Ana Mónica Antunes, Taiane Linhares, Daniela Rodrigues, Vítor Castro, Raquel Dionísio, Diogo Vital, João Dias, Natalie Gonzalez.


Obrigado também aos que foram menos vezes, mas que muito ajudaram a conseguir os nossos Cabeçudos: Sofia Varino, Maria Sousa, Eunice Parreira.

Obrigado a todos os que fizeram a Noite da Berlinda, essencial para conseguirmos angariar parte do dinheiro necessário à realização deste desfile.

Muito obrigado aos que contribuíram para a nossa campanha de Crowdfunding: Sarah Thomas Almeida, Licinia Thomas Almeida, Tiago Pinto Pais.

A todos os que preferiram passar um dia de sol num hangar a construir o nosso carro alegórico, serrando, aparafusando, construindo uma escada a partir do nada: Tiago Ribeiro, Sharlie Oliveira, Carlos A. Frank; e aos que ajudaram a pintar o carro, fazer as capas, e tudo o que foi necessário: Rita Guerreiro, Adriana, Cynthia de Carvalho Fischer e amigas.


Ao técnico Andreas Schroer, da organização do desfile, que nos ajudou e orientou na construção do carro durante um dia inteiro.


Ao Gustl Rosenkranz que nos deu a ótima ideia de usar uma escada de piscina para o nosso carro alegórico.

Ao fantástico DJ Ricardo Meneses, ao querido Luís Pedro “PP” Lopes Fernandes e à Patrícia Dias por todo o apoio na parte do som.

A todos os que se juntaram a nós no dia do desfile: Daniel Rijo, Rudi Costa, Bruno Martins, Mariana Guedes, Oriana Barcelos, Ronaldo Valadão, Iza Ost, Tâmera Vinhas, Peter Vonsch, Claudio Adorno, Luca Pizzamiglio e às rainhas do funk Fernanda Cury Cabral e Hannah Coutinho.

À Margarida Camejo, que segurou as pontas do stand enquanto todos preparávamos o carro alegórico.

A todos aqueles que ajudaram, participaram, contribuíram, e cujo nome não consta nesta lista: obrigado!

E sobretudo, à incansável coordenadora da Berlinda, Fabiana Bravo, que mergulhou no projecto de alma e coração e passou muitas horas do seu tempo livre a continuar a montar todo este edifício.

Obrigado ainda a todos os que nos encorajaram, que nos foram ver no dia do desfile, que nos presentearam com bandeiras de Portugal, com passos de samba, com gritos e saudações em português.

Foi um desfile maravilhoso, que nos deixou exaustos, desfeitos, e muito, muito felizes.

Ficam agora as recordações!

 

  

 
Please reload

Freunde von Berlinda e.V. , Heimstr. 3, 10965 Berlin - info@berlinda.org 

BERLINDA 2019 · All rights reserved