MAGAZINE

Berlim de dentro para fora

João Pedro Luis

Desde que me mudei para Berlim há dois anos e meio, é frequente outros portugueses perguntarem-me como é a vida na cidade, se gosto de cá viver, se é difícil a adaptação… e de todas as vezes demoro alguns segundos a organizar os pensamentos como se fosse a primeira vez que ia dar aquela resposta.

A razão para isso é bastante simples: Berlim não tem definição. No lugar de uma cidade temos um amontoado de distritos, cada um com uma identidade e cultura que só a eles pertence e com que mais ninguém pode interferir. Em vez de ser mais uma cidade alemã, é um lugar onde as nacionalidades e religiões importam muito pouco e onde há tolerância para todos, até para aqueles que diariamente tentam destruir os princípios da democracia com acções racistas, xenófobas e anti-imigração. Também não nos permite ter uma rotina, em vez disso dá-nos todos os dias uma oportunidade de nos conhecermos verdadeiramente através dos lugares que visitamos, das pessoas que conhecemos e do que nos permitimos sentir.

Tal como Berlim, quem cá vive também não se consegue definir. Não me tornou alemão nem me permite continuar a viver em paz com a minha nacionalidade, aquilo que sempre pensei ser real e imutável. Tornou-me Wahlberliner, Berliner por opção, porque ninguém vive em Berlim por um mero acaso. Ninguém vive em Berlim sem querer muito viver em Berlim. Berlim rejeita quem a tenta mudar, quem não se desadapta, quem não se transforma e teima em mapear um modo de vida, quem não a consegue ver de dentro para fora.

Berlim dá-me tudo aquilo que sempre quis mas nunca procurei, permite-me ser quem eu quero ser sem quaisquer consequências para além das que inflijo em mim próprio. Permite-me amar e aprender a não esperar nada em troca. Um amor incondicional e disfuncional, um Síndrome de Estocolmo, uma vontade de desistir que me recuso a aceitar. Permite-me estar perdido e ao mesmo tempo em paz com a indefinição, com a falta de rumo, com a incerteza e este é, sem sombra de dúvida, um privilégio bem maior do que aquilo que algum dia me propus a conquistar.

Texto e foto: João Pedro Luis

Please reload

João Pedro Luis

João Luis, Portuense de gema, é um software engineer que vive actualmente em Berlim, numa missão para inspirar o maior número de pessoas possível a viajar, viver fora de Portugal e essencialmente a sair da zona de conforto! Tem o seu próprio blogue, onde escreve frequentemente sobre a sua experiência de vida em Berlim, e que pode ser visto aqui

Please reload

Freunde von Berlinda e.V. , Heimstr. 3, 10965 Berlin - info@berlinda.org 

BERLINDA 2019 · All rights reserved