MAGAZINE

Guia da Berlinale 2014: Brasil e Portugal

Saiba tudo sobre a participação do Brasil e de Portugal na 64ª edição do Festival de Cinema de Berlim: sinopses, datas, horários e como fazer para comprar as entradas.

BRASIL

Competição

Praia do Futuro

Brasil / Alemanha, 2013, 100 min.
Realização: Karim Aïnouz (Suely in the Sky, Madame Satã)
Com: Wagner Moura, Clemens Schick, Jesuita Barbosa

Praia do Futuro | Realização: Karim Aïnouz | Wagner Moura | Jesuita Barbosa | Foto: divulgação

A água é o elemento natural de Donato (Wagner Moura), um salva-vidas da Praia do Futuro, em Fortaleza (Brasil). O mar, é a sua casa. E é a mesma “Praia do Futuro” que lhe dará uma nova direcção na sua vida. Quando dois homens são apanhados por uma forte corrente, Donato tenta salvá-los. Consegue salvar Konrad (Clemens Schick), um turista alemão, mas fracassa ao tentar retirar o seu amigo do mar. Enquanto se procedem as buscas pelo corpo ao longo da costa, Konrad e Donato começam a conhecer-se. A atracção física inicial rapidamente se torna num laço emocional muito mais profundo. Donato segue Konrad até Berlim, uma cidade onde, mesmo não estando perto do mar, ele se consegue reinventar. Anos mais tarde, Donato é confrontado com o passado, quando o seu irmão mais novo, Ayrton (Jesuíta Barbosa), aparece em sua casa furioso e tentando perceber porque Donato o abandonou sem dizer nada. Mas assim como Donato, Ayrton também será lançado no turbilhão desta estranha cidade, e também ele, encontrará mais perguntas do que respostas.

(Texto: Berlinale; Tradução: Berlinda.org)

Com legendas em inglês e alemão

Terça-feira, 11.02.2013, 19:00 horas
Berlinale Palast
Marlene-Dietrich-Platz 1
10785 Berlim

Quarta-feira, 12.02.2014, 09:00 horas
Haus der Berliner Festspiele 
Schaperstraße 24,
10719 Berlim

Quarta-feira, 12.02.2014, 18:00 horas
Friedrichstadt Palast
Friedrichstraße 107
10117 Berlim

Quarta-feira, 12.02.2014, 22:30 horas
International
Karl-Marx-Allee 33, 
10178 Berlim

 

Domingo, 16.02.2014, 12:30 horas
Berlinale Palast
Marlene-Dietrich-Platz 1
10785 Berlim

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Panorama

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (The Way He Looks)

Brasil 2013, 95 min,
Realização: Daniel Ribeiro
Com: Fábio Audi, Guilherme Lobo, Tess Coelho

 

Hoje eu quero voltar sozinho | Realização: Daniel Ribeiro | Fábio Audi, Guilherme Lobo, Tess Coelho

“Hoje Eu Quero voltar sozinho” é baseado na Curta-metragem “Eu não quero voltar sozinho“, de Daniel Ribeiro. No Brasil, é um dos filmes mais aguardados de 2014.

Giovana é a melhor amiga de Leo. Eles passam as suas tardes na piscina, pontuando o seu nível de tédio, ou simplesmente passeando. Mas há limites para a sua intimidade. Leo é bastante autosuficiente; até os seus colegas da escola se espantam com o seu sentido de independência. Cansado da atitude super protectora dos seus pais, este rapaz cego de quinze anos, quer ter controlo na sua própria vida e decide candidatar-se a uma nova escola. Mas a chegada de um novo aluno à escola leva Leo a reorganizar a sua rotina diária. Tendo feito amizade com Gabriel, precisa agora de encontrar uma maneira de controlar os ciúmes de Giovana. E, no entanto, tão naturalmente como Leo se torna consciente dos seus sentimentos por Gabriel, mais ele se permite a sentir perturbado pelas tentativas de avanço do amigo.
Sem o mínimo esforço para dar a este filme uma espécie de comédia Shakespeariana, o vencedor do Urso de Cristal 2008 tem os protagonistas da sua primeira longa-metragem, uns aos outros, num universo emocional das atrações ferozes, jogos inocentes de esconde-esconde e encontros tímidos – revelando-nos, em imagens leves,  como eles começam a revelar os seus sentimentos.

(Texto: Berlinale; Tradução: Berlinda.org)

Com legendas em inglês

Segunda-feira, 10.02.2014, 20:00 horas
CinemaxX 7
Potsdamer Straße 5 (Entrada por Voxstraße 2)
10785 Berlim

Terça-feira, 11.02.2014, 22:45 horas

CineStar 3 – Original. im Sony Center
Potsdamer Strasse 4
10785 Berlim

Quarta-feira, 12.02.2014, 20:15 horas

Cubix 7
Rathausstraße 1,
10178 Berlim


Quarta-feira, 12.02.2014, 20:15 horas
Cubix 8

Rathausstraße 1,
10178 Berlim

Sábado, 15.02.2014, 17:00 horas

CineStar 7
Stendaler Straße 25,
12627 Berlim – Hellersdorf

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++


O Homem das Multidões (The Man of the Crowd)

Brasil 2013, 95 min.
Realização: Marcelo Gomes, Cão Guimarães
Com: Paulo André, Sílvia Lourenço

 

O Homem das Multidões | Realização: Marcelo Gomes e Cao Guimarães | Paulo André, Sílvia Lourenço| Foto: Ivo Lopes Araújo

Inspirado no conto homónimo de Edgar Allan Poe, este filme conta a história de Juvenal, condutor de trem do metro de Belo Horizonte e Margô, controladora de estação. Ambos vivem em um estado de isolamento social. Cada um ao seu modo: Juvenal vive a solidão de não conseguir estar só, e se alivia dessa sensação se refugiando na multidão presente nas ruas da urbe. Já Margô vive uma solidão virtual e está confinada no universo das redes socias, não estabelencendo relações com pessoas do mundo real.

(Texto: Marcelo Gomes Filmes)

Em exibição com legendas em inglês

Sábado, 08.02. 14:30 horas

International
Karl-Marx-Allee 33,
10178 Berlim

Segunda-feira, 10.02.2014,  22:30 horas

CinemaxX 7
Potsdamer Straße 5 (Entrada pela Voxstraße 2)
10785 Berlim


Terça-feira, 11.02.2014, 20:15 horas

CineStar 3
Potsdamer Strasse 4
10785 Berlim


Quarta-feira, 12.02.2014, 22:30 horas

Cubix 7
Rathausstraße 1
10178 Berlim

Quarta-feira, 12.02.2014, 22:30 horas
Cubix 8
Rathausstraße 1
10178 Berlim

 

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Curtas

Generation KPlus

Eu não digo adeus, digo até logo

EUA/Brasil 2013 , 16 min
Realização: Giuliana Monteiro
Com: Caio Henrique da Silva, Simone Iliescu

 

Eu não digo adeus, digo até logo | Realização: Giuliana Monteiro | Caio Henrique da Silva, Simone Iliescu | 

A paixão por caminhões acompanha António desde seu nascimento. Sua mãe conta que o menino nasceu na boléia do caminhão do pai; um Mercedes 1518 vermelho. Uma fotografia antiga do caminhão foi tudo o que restou desta lembrança. Antônio vive em Córrego do Machado, um vilarejo de beira de estrada, que assim como todos os lugares de passagem é um cenário de incertezas.

A passividade de seus habitantes contrasta com o ritmo acelerado dos caminhões, que cortam a estrada de um ponto a outro. Antônio imagina como é a vida do pai, busca pistas, traça rotas e sonha em encontrá-lo, até que um dia reconhece o caminhão do pai na estrada e vai o encontro do homem que ele sempre sonhou.

Com legendas em inglês:

Terça-feira, 11.02.2014, 15:00 horas
CinemaxX 1
Potsdamer Straße 5 (Entrada pela Voxstraße 2)
10785 Berlim

Quinta-feira, 13.02.2014, 10:00 horas
Haus der Kulturen der Welt Kino 1
John-Foster-Dulles-Allee 10,
10557 Berlim

Sexta-feira – 14.02.2014, 10:30 horas
CinemaxX 1
Potsdamer Straße 5 (Etrada pela Voxstraße 2)
10785 Berlim

Domingo, 16.02.2014, 10:00 horas
Filmtheater am Friedrichshain
Bötzowstraße 1,
10407 Berlin

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Fórum

Castanha

Brasil 2014, 95 min. Director: Davi Pretto
Com: João Carlos Castanha; Celina Castanha

 

Castanha | Forum | Brasil 2014 | De Davi Pretto | João Carlos Castanha | © Tokyo Filmes

“No que me tornei? Eu, uma verdadeira criatura dos anos 80?” É isto que a personagem interpretada por João Carlos Castanha pergunta em palco, uma pergunta que podia facilmente ser dirigida a ele próprio: ator travesti de 52 anos, João deixou os melhores anos da sua vida para trás. Está doente, pelo caminho perdeu amores e amantes, e além disso está cansado. Mesmo assim, nada disto o impede de viver a vida que sempre viveu. João partilha dois quatros com a mãe num bairro de casas de classe-média baixa; de noite, atua em pequenos teatros e bares gays.

O filme mostra por um lado os shows de João e a sua cara inesquecível, por outro os momentos solitários em bastidores imundos, e explora com precisão um ambiente que é ao mesmo tempo suave, brutal e cruel, e cujo fugaz glamour é apenas superficial. Em “Castanha” a observação documental, encenação e elementos ficcionais, entrelaçam-se de forma complexa numa narrativa sobre a Vida e a Morte:  Mesmo quando João se julga às portas da morte e é assombrado pelos fantasmas do seu passado, continua obstinadamente a celebrar a vida. “Acho que podia ir para o Inferno. O inferno é uma rave. Uma rave eterna.” 

(Texto: Berlinale; Tradução:Berlinda.org)
 

Português com legendas em Inglês:

Sexta-feira, 07.02.2014, 22:00 horas
CinemaxX 4
Potsdamer Straße 5 (Entrada por Voxstraße 2)
10785 Berlim

Sábado, 08.02.2014, 13:45 horas
CineStar 3 – Original. im Sony Center
Potsdamer Strasse 4
10785 Berlim

Segunda-feira, 10.02.2014, 22:30 horas
Kino Arsenal 1
Potsdamer Straße 2,
10785 Berlim

Sexta-feira, 14.02.2014, 22:30 horas
Cubix 9
Rathausstraße 1
10178 Berlim

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Berlinale Special

Cathedrals of Culture


Um filme em 3D de vários realizadores, entre eles Wim Wenders e o brasileiro Karim Aïnouz

Alemanha, Dinamarca, Noruega, Austria, França, Estados Unidos, Japão, 2014
De: Wim Wenders, Michael Glawogger, Michael Madsen, Robert Redford, Margreth Olin, Karim Aïnouz
Neue Road Movies Production
3D and 2D, HD, 6 x 26 min, 2 x 80 min

 

Berlinale Special | DE/DNK/AUT/NOR 2013 | De: Wim Wenders, Karim Aïnouz e outros | Foto © Wim Wenders 2013

“Se os prédios pudessem falar, o que diriam sobre nós?” Catedrais da Cultura oferece seis magníficas respostas a esta questão. Este filme em 3D sobre a alma dos prédios permite que seis prédios, icónicos e muito diferentes uns dos outros, falem por si próprios, examinando a vida humana através da imperturbável perspectiva de estruturas feitas pelos humanos. Seis aclamados realizadores trazem o seu estilo visual próprio e uma aproximação artística ao projecto. Os prédios, mostram-nos eles, são manifestações materiais do pensamento e acções humanas: a Filarmónica de Berlim, um ícone da modernidade; a Biblioteca Nacional da Rússica, um reinado de pensamentos; a prisão de Halden, a instituição presidiária mais humana do mundo; o Insitituto Salk, um mosteiro científico na costa Californiana; a Oslo Opera House, uma simbiose futurista entre arte e a vida; e o centro Pompidou, uma máquina de cultura moderna. Catedrais da Cultura explora como cada um destes pontos de referência reflectem a nossa cultura e protegem a nossa memória colectiva.

(Texto: Berlinale; Tradução: Berlinda.org)

Exibição em Inglês

Quarta-feira, 12.02.2014, às 15 horas
Quinta-feira, 13.02.2014, às 10 horas
Haus der Berliner Festspiele
Schaperstraße 24,
10719 Berlim

Os realizadores Michael Madsen, Karim Aïnouz e Margreth Olin estarão disponíveis para entrevistas em ambas as exibições.

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

NATIVe – A viagem continua

Birdwatchers – La terra degli uomini rossi 

Brasil / Itália 2008, 104 min. 
Realização: Marco Bechis
Com: Cláudio Santamaria, Chiara Caselli, Leonardo Medeiros

 

Birdwatchers – La terra degli uomini rossi | Realização: Marco Bechis | Cláudio Santamaria, Chiara Caselli | 

As belas verdes imagens da floresta-tropical brasileira contrastam com as extensões desoladas de plantações gigantes. Este filme conta a história de habitats roubados e o caminho da globalização, de donos de terras e daqueles que foram expulsos de suas casas – os Guarani-Kaiowà – que decidem recuperar as terras dos seus antepassados. O director Marco Bechis acompanha-os na sua luta contra a exploração e a falta de perspectiva de futuro. Uma história de co-dependências, convergências, trocas, amizade e traição. Trabalhando directamente com os Guarani-Kaiowà para desenvolver um cenário autêntico, Berchis colocou os membros da tribo nos papéis principais. Ambrósio Vilhalva, que representa magistralmente o papel de líder do clã Nadio, lutou pelos direitos à terra do seu povo durante vários anos. Foi assassinado em Dezembro de 2013. A exibição deste filme no contexto NATIVe visa preservar a memória da sua vida e luta.

(Texto: Berlinale; Tradução; Berlinda.org)

Com legendas em inglês:

Quarta-feira, 12.02.2014, 22:15 horas e Domingo, 16.02.2014, 12:30 horas
Zoo Palast 2
Hardenbergstraße 29A
10623 Berlim

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

PORTUGAL

Competição de Curtas

As Rosas Brancas

Portugal/USA, 2013 20 min.
Direção: Diogo Costa Amarante
Com: Carolina Tamez, Cristina Tamez, Francisco Rodriguez

 

As Rosas Brancas | Realização: Diogo Costa Amarante | Carolina Tamez, Cristina Tamez | Foto: Divulgação

Um grupo de pessoas dança num espaço aberto ao som dos Supertramp. As irmãs colhem flores para uma campa enterrada na neve, usando coroas de flores no cabelo. O pai vai ao seu encontro. Eles abraçam-se. Memórias são invocadas pelas imagens gravadas no amuleto de Gabriel (o irmão) A mãe está morta – como é que eles vão preencher o vazio que ela deixou para trás? Cada membro da família tenta individualmente encontrar  seu caminho, obrigados a redefinir o seu caminho. As imagens e os gestos deste filme levam-nos de uma forma calma a megulhar no filme. As cores da noite são também as cores da manhã. Imagens e pensamentos místicos ressoam no aqui e no agora. Quem tem mais capacidade de memória – o cavalo ou o elefante? Da mais extrema mportância, no entanto, é a questão de como proceder com a mãe dentro dos seus corações. “Há alturas, quando todo o mundo dorme, que a questão se torna muito complexa para um só homem, podes, por favor, dizer-me o que aprendemos, eu sei que parece absurdo, mas por favor diz-me quem eu sou” (Supertramp)

(Texto: Site oficial de Diogo Costa Amarante; Tradução: Berlinda.org)

“As Rosas Brancas” é um filme sobre memória, perda e morte. É o quinto filme de Diogo Costa Amarante  depois da ficção “Down Here” (2011) e do documentário “Em janeiro, talvez” (2009), “Nós temos pernas / O tempo voa” (2008) e “Jumate / Jumate” (2007), todos os quais receberam prêmios. A curta-metragem “As Rosas Brancas” é uma co-produção de Portugal com os EUA, onde  o realizador estudou cinema.

Com legendas em inglês:

Sábado, 08.02.2014, 16:00 horas – apenas para acreditados 
CinemaxX 5
Potsdamer Straße 5 (Entrada pela Voxstraße 2)
10785 Berlim

Segunda-feira, 10.02.2014, 22:00 horas
CinemaxX 3
Potsdamer Straße 5 (Entrada pela Voxstraße 2)
10785 Berlim

 Terça-feira, 11.02.2014, 17:45 horas
Colosseum 1,
Schönhauser Allee 123,
10437 Berlim

Quinta-feira, 13.02.2014, 16:00 horas
CinemaxX 5
Potsdamer Straße 5 (Entrada pela Voxstraße 2)
10785 Berlim

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Competição de Curtas

Taprobana

Portugal/Sri-Lanka /Dinamarca, 24 minutos
Realização: Gabriel Abrantes
Com: Naxto Checa, Jani Zhao, João Pedro Vale, Alexandre Melo

 

Taprobana | Realização: Gabriel Abrantes| Naxto Checa, Jani Zhao, João Pedro Vale, Alexandre Melo

Taprobana de Gabriel Abrantes é uma co-produção entre Portugal, Sri Lanka e a Dinamarca. Uma comédia que acompanha a lua-de-mel do poeta Luís Vaz de Camões com Ti-nan-men (Dinamene), uma chinesa por quem se apaixonou, no Oriente, quando escreveu “Os Lusíadas”.

Gabriel Abrantes, artista plástico e realizador, é autor de filmes como “Zwazo” (2012), “Palácios de Pena” (2011) e “A History of mutual respect” (2010).

Sinopse: Taprobana, actual Sri-Lanka, em finais do século XVI. A maior ilha do Oceano índico é uma colónia portuguesa. Um elefante delicia-se na água.  Ele ergue-se e baixa-se com prazer, todo ele mergulhado, bufando. Um homem aprecia uma mulher. Fazem amor a céu aberto. Quando o homem atinge o seu clímax, o elefante saí da água. O homem é Luís Vaz de Camões, poeta português e mais tarde, herói nacional. Por agora, é apenas um homem ao serviço da corte portuguesa. Banido de Lisboa, vive em exílio e trabalha para a única coisa que lhe importa: Os Lusíadas. Em forma de poema épico baseado na Odisseia de Homero, ele traça uma viagem pelo tempo, examinando a heróica história dos descobrimentos portugueses.

O filme é subjectivo, cómico, uma viagem que explora as criativas origens do seu trabalho. Gabriel Abrantes aproxima-se do seu herói através de visões particulares. No final, Camões encara o poeta Olimpo e começam uma conversa.

(Texto: Berlinale; Tradução: Berlinda.org)

Com legendas em inglês:

Sexta-feira, 07.02.2014, 22:00 horas – só para acreditados
CinemaxX 3
Potsdamer Straße 5 (Entrada pela Voxstraße 2)
10785 Berlim

Segunda-feira, 10.02.2014, 16:00 horas
CinemaxX 5
Potsdamer Straße 5 (Entrada pela Voxstraße 2)
10785 Berlim

Quarta-feira, 12.02.2014, 22:00 horas
CinemaxX 3
Potsdamer Straße 5 (Entrada pela Voxstraße 2)
10785 Berlim

Sexta-feira, 14.02.2014, 17:45 horas
Colosseum 1
Schönhauser Allee 123,
10437 Berlim

Berlinale Shorts Go West
Domingo, 16.02.2014, 19:30 horas
Zoo Palast 2
Hardenbergstraße 29A
10623 Berlim

Screening Shorts – A Compilation of Short Films
Quarta-feira, 12.02.2014, 11:00 horas
HAU Hebbel am Ufer (HAU1)
Tempelhofer Ufer 10,
10963 Berlin

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Forum Expanded

Fernando que Ganhou um Pássaro do Mar

Portugal, Brasil 2013, 20 minutos
Realização: Felipe Bragança Helvécio Marins Jr.
Com: Alfredo Rocha, Ash Ashaninka, Fernando Bigodes

 

Fernando que Ganhou um Pássaro do Mar | Realização: Felipe Bragança Helvécio Marins Jr.| Alfredo Rocha, Ash Ashaninka, Fernando Bigodes

“Fernando que Ganhou um Pássaro do Mar” parte de um diálogo imaginário entre Portugal e o Brasil, numa pequena cantiga luso-brasileira. Fernando divide seu tempo entre um café da vizinhança e a pequena casa em que vive no Porto. Do Brasil, recebe um pequeno presente que lhe faz imaginar o Paraíso.

A história é inspirada em uma das personagens do último trabalho de Helvécio Marins Jr., “O Canto do Rocha”, filmado em 2012 no Norte de Portugal. “A personagem do Fernando chamou a atenção porque falava e interagia muito pouco. Estava sempre a olhar para o horizonte… Nós começámos a sonhar um pouco a refletir em torno da eventualidade daquele homem estar a imaginar outras vidas possíveis. Em certos momentos, o Fernando falava de viagens, de já ter ido para outros lugares e de ter acabado por voltar a Portugal. Essa ideia da viagem levou-nos à vontade de desenvolver um diálogo entre o que seria esse imaginário de Portugal e do Brasil”, refere Felipe Bragança.

(Texto: Agência de Curtas Metragens)

Em exibição:

Sábado 08.02.2014, 12:00 horas

Segunda-feira, 10.02.2014, 12:00 horas

Quarta-feira, 12.02.2014, 12:00 horas

Sexta-feira, 14.02.2014, 12:00 horas

Domingo, 16.02.2014, 12:00 horas

Todas as exibições em
Berlinische Galerie
lte Jakobstraße 124,
10969 Berlin-Kreuzberg


Sexta-feira, 07.02.2014, 14:30 horas
Kino Arsenal 1 – com legendas em Inglês
Potsdamer Straße 2,
10785 Berlim

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Panorama

Triptyque (Triptych)

Canadá 2013, 90 min.
Realização: Robert Lepage, Pedro Pires (Portugal/França)
Com: Lise Castonguay, Frédérike Bédard, Hans Piesbergen

 

Triptyque (Triptych) |Realização: Robert Lepage, Pedro Pires (Portugal/França) |Lise Castonguay, Frédérike Bédard, Hans Piesbergen

Triptyque transforma a maratona teatral multimédia “Lipsynch” de Robert Lepage, numa meditação cinematográfica sobre a influência da linguagem e da(s) voz(es) no destino de três pessoas. No Québec, Michelle tem alta de uma clínica de psiquiatria e regressa ao seu trabalho num alfarrabista, que subsequentemente se torna num espaço para as suas vozes interiores. Em Londres, um neurologista alemão conhece a irmã de Michelle, Marie, uma cantora de jazz cuja eloquência fica em perigo devido a um tumor cerebral. Marie é uma das últimas pacientes de Thomas. Ele sofre de uma tremura na mão, resultado de um casamento difícil. De regresso a casa, em Montreal, Marie começa uma nova vida com Thomas. Com a ajuda de actores de dublagens e algumas filmagens em Super-8 do seu falecido pai, ela começa obsessivamente a tentar recuperar a memória esquecida da sua voz. Lepage e Pires fazem uma poderosa mistura de fantasias visuais e de impressionantes planos fechados sucessivos, criando uma obra cinematográfica convincente e cheia de charme, tão intrigante como os contornos do cérebro humano, que parecem querer vislumbrar na “Criação” de Michelangelo na Capela Sistina.

(Texto: Berlinale; Tradução: Berlinda.org)

Com legendas em inglês:

Terça-feira, 11.02.2014, 17:45 horas
CineStar 3

Stendaler Straße 25,
12627 Berlin – Hellersdorf

Sexta-feira, 14.02.2014, 19:00 horas


Zoo Palast 1
Hardenbergstraße 29A
10623 Berlim

Sábado, 15.02.2014, 12:30

CinemaxX 7


Potsdamer Straße 5 (Entrada pela Voxstraße 2)
10785 Berlim

Domingo, 16.02.2014, 17:00 horas
Cubix 9
Rathausstraße 1
10178 Berlim

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Berlinale Talents

La Rinconada

Portugal/Peru, 80 minutos – Documentário
Realização: Salomé Lamas (Portugal)

 

El dorado – La Rinconada | Portugal/Peru, 80 min. | Documentário| Realização: Salomé Lamas

El Dorado é um documentário ficção que narra 24 horas na vida de Mamani, um mineiro informal en La Rinconada. Ele trabalha sob o sistema de cachorreo (semelhante ao esquema imposto pela corte Espanhola aos escravos nativos) com a esperança de um dia poder libertar a sua família desse Inferno de Dante e regressar à sua terra natal.

La Rinconada é a maior mina da terra. Homens, mulheres e crianças entram e cavam buracos negros no monte Ananea, arrastando sacos de pedras e vagueando em permanente exaustão. 
O sistema é uma lotaria imprevisível; ainda assim, com o cachorreo mineiros e empregados podem evitar “certos impostos”. É um jogo mental – a hipótese de gerar uma pequena fortuna motiva os mineiros; e acreditar em “algo maior” serve de grande inspiração, uma vez que o magro salário mensal não justificaria por si só uma vida de perigos.

Passaram-se quatro anos desde que o governo Peruano finge não ver o crescimento de condições desumanas nesta comunidade remota, onde a maioria dos agentes da autoridade se recusa a patrulhar a área.

“Não: amanhã tudo estará terminado!” – The Gambler, Dostoyevsky

(Texto: Salomé Lamas; Tradução: Berlinda.org)

Salomé Lamas (Portugal) está a desenvolver um filme/documentário sobre a maior mina de ouro do planeta. Será apresentado no âmbito do 64ª Festival Internacional de Cinema de Berlim – secção Berlinale Talents, no Docstation onde são escolhidos 10 projectos para serem desenvolvidos posteriormente.

 

Salomé Lamas: Nascida em 1987 em Lisboa. Estudou Realização e Montagem na Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC) de Lisboa e na Escola Superior de Cinema de Praga FAMU, na República Checa. Fez também o Curso de Artes no Sandberg Institut de Amsterdão. Trabalha como professora, investigadora e cineasta. Os seus filmes e instalações são mostrados com regularidade em festivais de cinema e também no circuito artístico.

 (Fonte: Berlinale 2013; Tradução: Berlinda.org)

 

 

Em exibição

Quarta-feira, 12.02.2014 às 11:00 horas
Parlamento / Abgeordnetenhaus Berlin
Niederkirchnerstraße 5,
10117 Berlim

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Curiosidades:

- O português Nuno Rodrigues, director artístico do Festival de Curtas de Vila de Conde, será membro do Júri Internacional de Curtas Metragens do 64º Festival de Cinema de Berlim.

O curador e programador Nuno Rodrigues é director artístico membro fundador do Festival de Cinema Curtas Vila do Conde (Portugal). Em 1999, fundou a Agência – Portuguese Short Film Agency, da qual é membro da direção, fazendo a promoção e distribuição de curtas-metragens portuguesas em mercados internacionais. Desde 2005 é diretor artístico e coordenador da Galeria Solar, em Vila do Conde. Nos últimos anos tem exercido atividade como produtor de cinema e desde 2013 é Vice-Presidente da Short Circuit , uma rede europeia de distribuição de curtas metragens e vídeos artísitcos. (Texto: Berlinale; Tradução e adaptação: Berlinda.org)

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

 

Ana David

A portuguesa Ana David, co-diretora do festival Queer Lisboa, vai integrar o Júri do 28º Teddy Award da Berlinale

O Teddy Award é o prémio oficial da Berlinale para filmes de temática LGBT (Lésbica, Gay, Bissexual e Transgénero) que estão selecionados para qualquer uma das secções do Festival de Berlim.

O Teddy é atribuído às catgorias longa-metragem, curta-metragem e documentário.

(Texto: ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual)

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

- A par do Festival, no dia 11 de Fevereiro realiza-se a “Books at Berlinale” – um evento para produtores de cinema, agentes e editores, que apresenta 11 novos livros com potencial para serem adaptados ao grande ecrã. Na selecção rigorosa e apertada, onde mais de 120 livros foram apresentados, está presente “A Filha das Flores“, da cantora brasileira Vanessa da Mata.

 

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

A partir de segunda-feira, dia 3 de fevereiro, pode comprar entradas para os filmes da Berlinale online ou nos seguintes locais (diariamente das 10 às 20h):

Potsdamer Platz Arkaden
Alte Potsdamer Straße 7, 10785 Berlin

Kino International
Karl-Marx-Allee 33 / Ecke Schillingstraße, 10178 Berlim

Haus der Berliner Festspiele
Schaperstraße 24, 10719 Berlin

 

 

  

 
Please reload

Freunde von Berlinda e.V. , Heimstr. 3, 10965 Berlin - info@berlinda.org 

BERLINDA 2019 · All rights reserved